Curso sobre o Islão, Origens e desafios da actualidade

Programa

22 Março (sáb.)
15h-17h

Prof. Paulo Mendes Pinto (Director do Instituto Al-Muhaidib de Estudos Islâmicos da Univ. Lusófona):

Problemáticas de um olhar Moderno/ ocidental sobre o Islão:

  • tradição
  • hierarquias
  • laicidade
  • direito e sociedade

29 Março (sáb.)
15h-17h

Prof. Paulo Mendes Pinto

O nascimento do Islão: entre a afronta aos politeísmos e proximidades ao judaísmo e cristianismo.

5 Abril (sáb.)
11h-13h

Prof. Doutora Filomena Barros (Univ. de Évora):

A expansão do Islão desde o início da Hégira à conquista da Península.

5 Abril (sáb.)
15h-17h

Mestre Daniel Nunes (investigador do Centro de História da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e o do Instituto Al-Muhaidib de Estudos Islâmicos):

O Islão a caminho da África e da Índia.

3 Maio (sáb.)
15h-17h

Sheik David Munir (Imã da Mesquita Central de Lisboa):

O Islão enquanto identidade religiosa e social.

A mulher na religião, na cultura, na política e na família.

17 Maio (sáb.)
15h-17h

Dr. Abdool Magid Vakil (Presidente da Comunidade Islâmica de Lisboa): Islão e lusofonia: que futuro?

24 Maio (sáb.)
15h-17h

Rachid Ismael (Director do Colégio Islâmicoo de Palmela):

Os desafios da integração dos muçulmanos na Europa.

31 Maio, (sáb.)
15h-17h

Prof. Doutor Carimo Mohamed (Univ. Nova de Lisboa):

As questões da chamada “Primavera Árabe”.


Notas biográficas dos participantes

Paulo Mendes Pinto

Director da Licenciatura e do Mestrado em Ciência das Religiões na Universidade Lusófona e director do Instituto Al-Muhaidib de Estudos Islâmicos.

Coordenador da Cátedra de Estudos Sefarditas «Alberto Benveniste» da Universidade de Lisboa.

Trabalhando, a nível de especialização, em mitologia antiga (Canaã), dedica parte dos seus trabalhos a questões relacionadas com a relação entre o Estado e as religiões.

Foi o coordenador do seminário «República e Religiões», que se realizou no Museu da Presidência da República em 2005, e o coordenador científico do projecto «Religiões: História – Textos – Tradições », sediado na Re-Ligare (Unidade de Missão para o Diálogo com as Religiões), da Presidência do Conselho de Ministros, em 2006.

Director da Revista Lusófona de Ciência das Religiões.

Editor dos Cadernos de Estudos Sefarditas.

Coordenador do Dicionário Histórico dos Sefarditas Portugueses.

É um dos coordenadores dos volumes Evangelhos – Comentados (2005, 2006 e 2007), que reuniu mais de 150 altas individualidades nacionais e lusófonas em torno de comentários a trechos do Novo Testamento, reunindo colaboradores de quase todos os horizontes religiosos presentes e Portugal.


Abdool Karim Vakil

Presidente da Comunidade islâmica de Lisboa desde 1988, é um dos seus fundadores em 1968.

Trabalhou sempre ligado ao mundo financeiro, em Portugal, em Moçambique e na City em Londres.

Foi fundador do Banco EFISA.

Teve funções no “ Banco de África Ocidental” e no “Turkish-Portuguese Business Council”; membro “Portugal-India Chamber of Commerce”, assim como da Fundação Marquês de Pombal e da Comissão de LIberdade Religiosa.

Em 2005 foi agraciado como Grande Oficial da Ordem do Infante Dom Henrique.


Daniel Nunes

Licenciado em História, variante Antiguidade Oriental, pela FCSH-UNL e Mestre em Estudos Orientais, especialização em Civilização Islâmica, pelo Instituto de Estudos Orientais da UCP e doutorando em História Medieval pela FLUL-Ul; coordenador da linha de investigação da Lusofonia, Islão e Mediterrâneo da Área das Ciências das Religiões da Universidade Lusófona, e co-autor do catálogo do Núcleo Islâmico do Museu Municipal de Aljezur; Professor de História do Islão na Universidade Sénior Para Todas As Idades.


David Munir

Imã da Mesquita Central de Lisboa desde 1986, licenciado em Teologia e Pedagogia. Em 2009 foi considerado um dos 500 muçulmanos mais influentes em todo o mundo pelo Real Centro de Estudos Estratégicos Islâmicos da Jordânia.


Carimo Mohomed

Doutorado em Ciência Política pela Universidade Nova de Lisboa. Membro da Rede de Investigação “Faith, Politics, and Society” da British Society for Middle Eastern Studies, é membro executivo do Grupo de Trabalho “Religion and Politics” , da International Political Science Association e é membro do Conselho Editorial do International Journal of Islamic Thought, publicado em conjunto pela International Society of Muslim Philosophers and Theologians (ISOMPT) e pelo Department of Theology and Philosophy, National University of Malaysia.


Maria Filomena de Barros

Professora do Departamento de História da Universidade de Évora. Tem leccionado disciplinas no âmbito da História Medieval e História Árabe-Islâmica. Colabora no Mestrado em Ciência das Religiões, da Universidade Lusófona, com um Seminário sobre o Islão. Desenvolve as suas investigações no campo da minoria muçulmana em Portugal, no Período Medieval e dos mouriscos, no Período Moderno, com várias publicações nestas áreas, a nível nacional e internacional.