José Eduardo Franco

joseeduardofranco@gmail.com


Grau Académico

Doutor

Vínculo à ULHT / Àrea de Ciência das Religiões

Investigador Associado / Docente no Mestrado em CR na ULHT

Apresentação

É atualmente o Diretor do Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Doutorou-se na EHESS de Paris na especialidade de História e Civilizações.

Tem-se destacado como autor e coordenador de vários projetos de investigação nos domínios das Ciências Sociais e Humanas, entre os quais, o Dicionário Histórico das Ordens, a Obra Completa do Padre Manuel Antunes em 14 volumes e o projeto de levantamento da documentação portuguesa patente no Arquivo Secreto do Vaticano.

Tem em curso, entre outros projetos, a preparação do Dicionário dos Antis: A cultura portuguesa em negativo e o Dicionário Histórico-Crítico das Heresias; e co-dirige com Pedro Calafate o projeto de edição da Obra Completa do Padre António Vieira em 30 volumes e do Dicionário José Eduardo Franco.

É atualmente o Diretor do Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Tem-se destacado como autor e coordenador de vários projetos de investigação nos domínios das Ciências Sociais e Humanas, entre os quais, o Dicionário Histórico das Ordens, a Obra Completa do Padre Manuel Antunes em 14 volumes e o projeto de levantamento da documentação portuguesa patente no Arquivo Secreto do Vaticano.

Tem em curso, entre outros projetos, a preparação do Dicionário dos Antis: A cultura portuguesa em negativo e o Dicionário Histórico-Crítico das Heresias; e co-dirige com Pedro Calafate o projeto de edição da Obra Completa do Padre António Vieira em 30 volumes e do Dicionário Padre António Vieira, sob a égide da Reitoria da Universidade de Lisboa.

No ensino superior, tem participado na docência de matérias ligadas à História da Cultura, à Ciência das Religiões, à Mitocrítica e às Ciências da Educação em várias universidades portuguesas e como professor-visitador de universidades estrangeiras, nomeadamente na Universidade de Paris II, na Universidade de Varsóvia e na Universidade de São Paulo.

Articulista assíduo da imprensa periódica, conta já com centenas de artigos publicados nas áreas da História, da Hermenêutica da Cultura, da Filosofia, da Educação e da História da Mulher.

Da sua vastíssima bibliografia destacam-se os seguintes livros: O Mito de Portugal, Lisboa, FMMVAD/Roma Editora, 2000, e O Mito dos Jesuítas em Portugal e no Brasil, Séculos XVI-XX, 2 Vols., Lisboa, Gradiva, 2006-2007; Dança dos Demónios: Intolerância em Portugal, coordenação em parceria com António Marujo, Lisboa, Círculo de Leitores/Temas e Debates, 2009; Brotar Educação, Lisboa, Roma Editora, 1999; Monita Secreta (Instruções Secretas dos Jesuítas).

História de um manual conspiracionista (em co-autoria com Christine Vogel) Lisboa, Roma Editora, 2002; O Mito do Milénio (em co-autoria com José Manuel Fernandes) Lisboa, Paulinas, 1999; Vieira na Literatura Anti-Jesuítica, (em co-autoria com Bruno Cardoso Reis), Lisboa, Roma Editora, 1997; O mito do Marquês de Pombal (em co-autoria com Annabela Rita), Lisboa, Prefácio, 2004; Metamorfoses de um povo: Religião e Política nos Regimentos da Inquisição Portuguesa – com edição integral dos Regimentos da Inquisição Portuguesa (em co-autoria com Paulo de Assunção), Lisboa, Prefácio, 2004; Dois exercícios de Ironia: “Contra os Jesuítas” de Sena Freitas e “Defesa da Carta Encíclica de Sua Santidade o Papa Pio IX” de Antero de Quental, (em co-autoria com o Prof.

Doutor Luís Machado de Abreu), Lisboa, Prefácio, 2005; Influência de Joaquim de Flora em Portugal e na Europa.

Com edição dos escritos de Natália Correia sobre a “Utopia da Idade Feminina do Espírito Santo” (em co-autoria com José Augusto Mourão), Lisboa, Roma Editora, 2004; O Padre António Vieira e as Mulheres: Uma visão barroca do universo feminino (em co-autoria com Isabel Morán Cabanas), Porto, Campo das Letras, 2008 (publicação distinguida com o prémio “Monografia” do ano 2008, pela Sociedade Histórica da Independência em Portugal); Padre Manuel Antunes (1918-1985): Interfaces da Cultura Portuguesa e Europeia, coordenação em parceria com Hermínio Rico, Porto, Campo das Letras, 2007; Jesuítas e Inquisição: cumplicidades de confrontações, Rio de Janeiro, Editora da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, 2007; Padre António Vieira (1608-1697): Imperador da Língua Portuguesa, Coordenação e co-autoria, Lisboa, Correio da Manhã, 2008; e Jardins do Mundo: Discursos e Práticas, coordenação em parceria com Ana Cristina da Costa Gomes, Lisboa, Gradiva, 2008.

Recentemente foi um dos responsáveis pela edição de uma importante obra para Repensar a Europa: Europa de longe, Europa de Perto, Prefácio José Manuel Durão Barroso e Apresentação de Viriato Soromenho-Marques, Lisboa, Gradiva, 2013.

Percurso Académico

Doutorou-se na EHESS de Paris na especialidade de História e Civilizações

Redes Sociais