CURSO: A RELIGIÃO NA CONTEMPORANEIDADE: FOBIAS, MEDOS E TENSÕES

CURSO: A RELIGIÃO NA CONTEMPORANEIDADE: FOBIAS, MEDOS E TENSÕES

SÁBADOS, 15H
PRESENCIAL E ON-LINE NO FACEBOOK
DAS BIBLIOTECAS MUNICIPAIS DE OEIRAS

6 DE NOV, SÁB, 15H – A GÉNESE DO MEDO, POR MIGUEL REAL
13 DE NOV, SÁB, 15H – DEMÓNIOS E COMPANHIA: PROPAGANDA E MITIFICAÇÃO DOS JESUÍTAS
COMO FENÓMENO GLOBAL NA ÉPOCA MODERNA, POR JOSÉ EDUARDO FRANCO
20 DE NOV, SÁB, 15H – O MITO NEGRO DA MAÇONARIA, POR FERNANDO MARQUES DA COSTA
27 DE NOV, SÁB, 15H – AS FERRAMENTAS DA ISLAMOFOBIA, POR FABRIZIO BOSCAGLIA

NOTA: AS SESSÕES DE 6, 13 E 20 DE NOVEMBRO TERÃO LUGAR NO AUDITÓRIO DA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE OEIRAS; A SESSÃO DE 27 DE NOVEMBRO REALIZAR-SE-Á NA LIVRARIA-GALERIA MUNICIPAL VERNEY.

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES:
GALERIA.VERNEY@OEIRAS.PT; 21 440 83 29

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE OEIRAS
AV. DR. FRANCISCO DE SÁ CARNEIRO 17
2780-241 OEIRAS

LIVRARIA-GALERIA MUNICIPAL VERNEY
RUA CÂNDIDO DOS REIS, No90/90A
2780-211 OEIRAS

Cultura luso-árabe e luso-islâmica – Colóquio na BNP (21 out. ’21)

CULTURA LUSO-ÁRABE E LUSO-ISLÂMICA

Colóquio de homenagem a al-Mu’tamid e Adalberto Alves
Biblioteca Nacional de Portugal (21 out. ’21, das 11h às 19h)

 

Colóquio que pretende debater alguns tópicos e figuras inerentes aos cruzamentos, encontros e diálogos entre culturas árabe, islâmica e portuguesa, a partir e para além do legado literário, filosófico e espiritual do Gharb al-Andalus, o ocidente peninsular durante o período islâmico medieval da Península Ibérica.

No auditório da Biblioteca Nacional de Portugal, um conjunto de especialistas, investigadores, tradutores e escritores reúnem-se para apresentar comunicações sobre poesia árabe, filosofia e mística islâmica do Gharb al-Andalus, assim como sobre influências, representações e apropriações do próprio Gharb al-Andalus e do Islão na cultura portuguesa.

O colóquio decorre no contexto das atividades associadas às mostras Al-Muʿtamid: poeta do Gharb al-Andalus e Adalberto Alves: 40 anos de vida literária, homenageando o poeta árabe natural de Beja (nos 980 anos do seu nascimento), bem como o poeta e estudioso português (nas quatro décadas desde o seu primeiro livro).

Evento presencial, com transmissão no Facebook de Ciência das Religiões: https://www.facebook.com/Ciencia.das.Religioes

 

PROGRAMA

 

11h00 | Abertura dos trabalhos

11h30 | Adel Sidarus | Sufismo algarvio e política peninsular em meados do século XII

12h00 | António Rei | Os Sufis no Gharb al-Andalus entre os séculos X e XIII

12h30 | Debate

13h00 | Pausa para almoço

15h00 | Fabrizio Boscaglia | Notas sobre o Islão no pensamento português contemporâneo

15h30 | Maria Azenha | Adalberto Alves: vertigem e altitude

16h00 | Debate

16h30 | Natália Nunes | Ibn Bassām al-Šantarīnī e a sua antologia al-Ḏajīra: uma das fontes árabes da literatura do Gharb al-Andalus

17h00 | Maria João Cantinho | Al-Muʿtamid e Ibn ʿAmmār: uma relação conturbada

17h30 | Hugo Maia | Al-Muʿtamid e As mil e uma noites

18h00 | Debate

18h3 | Adalberto Alves – Palavras de encerramento

 

COMISSÃO CIENTÍFICA

 

Fabrizio Boscaglia, Maria João Cantinho, Hugo Maia

 

ORGRANIZAÇÃO

Linha de Investigação Herança e Espiritualidade Islâmica, Área de Ciência das Religiões da
Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (Seminário Permanente de Estudos Islâmicos)

 

PARCERIAS E APOIOS

 

Biblioteca Nacional de Portugal, Fundação Islâmica de Palmela, MIAS-Latina, Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa

 

CONTACTO

 

fabrizio.boscaglia@ulusofona.pt

 

LINKS

 

Biblioteca Nacional de Portugal: http://www.bnportugal.gov.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=1631%3Acoloquio-cultura-luso-arabe-e-luso-islamica-21-out-21-11h00&catid=172%3A2021&Itemid=1631&lang=pt

Seminário Permanente de Estudos Islâmicos: https://cienciadasreligioes.ulusofona.pt/noticias/8742/

Facebook: https://www.facebook.com/events/467512707771354

Inês Borges (Mestre Ciência das Religiões) ganha segundo prémio concurso do Projeto Jovem do Congresso Internacional de Turismo Religioso e Sustentável

Inês Borges (Mestre em Ciência das Religiões) ganha segundo prémio concurso do Projeto Jovem do Congresso Internacional de Turismo Religioso e Sustentável.

O Júri valorizou especialmente a relevância e actualidade do tema, a originalidade, qualidade e criatividade, e as contribuições para atingir os objectivos de 2030 dos ODS.

Veja aqui o artigo “Jornada Internacional da Juventude 2023”: Proyecto Joven – Inês Borges (1)

NÓMADAS DO PENSAMENTO | 28 SET – 21H00 | AUDITÓRIO MUNICIPAL RUY DE CARVALHO

Caros amigos,
Após um longo período pandémico, voltamos a atividades presenciais (segundo todas as normas indicadas pela DGS).
Retomamos essa presença física no dia 28, pelas 21h, com o “Nómadas do Pensamento”, que organizo com o Pedro Abrunhosa.
A sessão será no Aud. Ruy de Carvalho, em Carnaxide (Oeiras).
Tema: A traição da memória?
O património e a história na encruzilhada de identidade e da justiça
Oradores:
Luísa Costa Gomes
e
Adolfo Mesquita Nunes
(intervenção musical de abertura pelo Pedro Abrunhosa)
A entrada é livre.
Será um imenso prazer acolher-vos nesta sessão que nos traz uma temática urgente na ordem do dia.
Aguardo a vossa presença neste regresso aos debates ao vivo!
PMP

Filosofia islâmica: palestra com Catarina Belo (23 set. ’21)

FILOSOFIA ISLÂMICA: A CIDADE VIRTUOSA DE AL-FĀRĀBĪ

Palestra com Catarina Belo (American University in Cairo)

Seminário Permanente de Estudos Islâmicos
(Área de Ciência das Religiões da Universidade Lusófona)

Quinta-feira dia 23 de setembro às 18h (hora de Portugal continental)

Via Zoom, livre, aberto a todos (sem inscrição): https://videoconf-colibri.zoom.us/j/83658297381

APRESENTAÇÃO

Em «Os princípios das ideias dos habitantes da cidade virtuosa» Alfarabi (m. 950) desenvolve uma síntese filosófica original que abrange os domínios da astronomia, da física, da metafisica, da biologia, da antropologia filosófica e da política. Esta obra apresenta uma forte influência neoplatónica, sem descurar aspectos importantes da teologia especulativa islâmica. A influência aristotélica também é visível na maneira como Alfarabi trata a questão da causalidade. A teoria do filósofo-rei, também desenvolvida por Alfarabi, indica a influência de Platão. Esta obra veio a tornar-se um marco incontornável para pensadores islâmicos posteriores.

A ORADORA

Catarina Belo é formada em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e em Árabe e Estudos Islâmicos pela Universidade de Londres (School of Oriental and African Studies). Doutorou-se em Filosofia Islâmica (Universidade de Oxford, Faculdade de Estudos Orientais). De 2004 a 2005 foi investigadora na Alemanha (Universidade de Colónia, Martin-Buber-Institut für Judaistik). Foi professora auxiliar de Filosofia na Universidade Americana no Cairo, Egipto, de 2006 a 2013. Desde 2013 é professora associada de Filosofia na mesma universidade. É membro do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa.

ORGANIZAÇÃO E CONTACTO

Fabrizio Boscaglia
(fabrizio.boscaglia@ulusofona.pt)

Linha de Investigação em Herança e Espiritualidade Islâmica (ULHT)

Seminário Permanente de Estudos Islâmicos (2021)

Jorge Sampaio, uma “luz bruxuleante” para a lusofonia

Conheça algumas suas participações e impactos Lusofonia e CPLP.

Foram sentidas as homenagens a Jorge Sampaio, Presidente da República entre 1996 e 2006, anteriormente Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, político com um extenso currículo cívico, especialmente no campo dos Direitos Humanos. O Ensino Lusófona não podia deixar de se juntar a este momento através do seu testemunho.

Jorge Sampaio foi um importante construtor da Lusofonia e da CPLP. Em nota de pesar, o Secretário Executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Zacarias da Costa, realçou “o papel desempenhado por Jorge Sampaio na cimeira fundadora da CPLP, em 1996”. A este ato, é de destacar, no quadro da construção de uma CPLP justa e fraterna, a força hercúlea com que se lançou à missão de conseguir a independência de Timor-Leste. Não foi sem mérito que foi nomeado Embaixador de Boa-Vontade da CPLP e agraciado, em 2016, com o Prémio José Aparecido de Oliveira.

Internacionalmente, foi reconhecidamente um construtor de pontes, de diálogo e de consensos. Em 2015 recebeu o Prémio Nelson Mandela, atribuído pela ONU e, em 2007, fora nomeado Alto Representante da ONU para a Aliança das Civilizações pelo Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon.

Valorizador do diálogo entre as religiões, a proximidade de Jorge Sampaio à Universidade Lusófona fez-se exatamente nesse campo, tendo a comunidade académica tido a honra de ter a sua presença em vários momentos.

Ainda como Presidente da República, Jorge Sampaio presidiu, em 2002, no campus do Campo Grande, à homenagem de Frei Bento Domingues, então diretor da Licenciatura em Ciência das Religiões, aquando da comemoração dos seus dez anos de crónicas no jornal Público.

Já como Alto Representante da ONU para a Aliança das Civilizações, escolheu a Un. Lusófona para a celebração da primeira World Interfaith Harmony Week, no dia 1 de fevereiro de 2011, numa cerimónia em que também esteve presente o antigo Presidente da República Mário Soares, na altura Presidente da Comissão da Liberdade Religiosa. Desde essa data que a área de Ciência das Religiões organiza a comemoração dessa semana da harmonia inter-religiosa.

No ano de 2013, foi um dos oradores, com Paulo Borges, Henrique Pinto e Paulo Mendes Pinto, na sessão do Clube de Filosofia Al-Mu’tamid dedicada ao «Diálogo entre e com as Religiões», um espaço de pensamento criado entre a Universidade Lusófona e a Comunidade Islâmica de Lisboa. Esta sessão, na Mesquita Central de Lisboa, foi das que mais interesse criou na comunidade, tendo participado no jantar-tertúlia 105 pessoas.

Em 2016, Jorge Sampaio foi novamente orador numa sessão do Clube de Filosofia Al-Mu’tamid. No dia 16 de outubro, um painel único reuniu-se para o debate: «Citizenship, Dialogue and Peace». Foram oradores, para além de Sampaio, Ismail Serageldin, Diretor da Biblioteca de Alexandria, no Egipto, e o pensador Eduardo Lourenço, moderados por Paulo Mendes Pinto, da Un. Lusófona, e por Abdool Vakil, Presidente da Comunidade Islâmica de Lisboa.

Numa intervenção que a todos tocou, e com Donald Trump em pano de fundo, Jorge Sampaio afirmou que “vivemos tempos onde precisamos que haja paz”, com “grande miséria social, onde o ódio é evidente”, lembrando que “a diversidade requer uma boa governação para não haver preconceitos” e para ser possível existir cidadania “independentemente da cor, género ou orientação sexual”.

A ligação das Instituições de Ensino Superior – Ensino Lusófona, aprofundaram ainda mais a sua ligação ao antigo Presidente Jorge Sampaio, com a integração e participação na Plataforma de Assistência Académica de Emergência a Estudantes Sírios. Foram recebidos alunos sírias na Universidade Lusófona, na Universidade Lusófona do Porto. No total, as instituições Ensino Lusófona acolheram 25 alunos.


Sessão de Receção aos primeiros 10 alunos, no Auditório Agostinho da Silva, Campus Universitário da Universidade Lusófona.

Entre outros, os alunos sírios frequentaram os cursos de Engenharia Informática e Sistemas de Informação, Diplomacia e Relações Internacionais, Gestão, Design, IT Engineering, Gestão de Recursos Humanos, Turismo e MBA Excelência Organizacional.

Islão na literatura europeia: palestra de Fabrizio Boscaglia na Academia das Ciências de Lisboa

O Islão na literatura europeia: Dante e(m) Pessoa

Palestra do professor Fabrizio Boscaglia, coordenador da Linha de Investigação Herança e Espiritualidade Islâmica na Área de Ciência das Religiões da Universidade Lusófona
No Colóquio Dante e a Cultura Europeia de ontem e de hoje
Nos 700 anos da passagem de Dante Alighieri.
Evento online e livre.
⁣⁣
Programa (clicar aqui ou na imagem):

Já se pode inscrever para o II Congresso Internacional de Cristianismo Contemporâneo

Informam-se todos os interessados que já se podem inscrever para a participação no II Congresso Internacional de Cristianismo Contemporâneo a realizar pela Universidade Lusófona, Lisboa, entre 20 e 22 de Setembro de 2021, na modalidade online e que terá como tema geral “Antigas questões, novos desafios”, sendo as comunicações enquadradas em seis eixos temáticos: Desafios teológicos contemporâneos; Fé e Cultura; Diálogos interconfessionais e inter-religiosos; Cristianismo, Democracia e Sociedade Civil; Tradição e dogmática face aos textos bíblicos; e Da ecologia à ecoteologia.

Teremos como conferencistas os académicos Everaldo Cescon (UCS, Brasil), Ester Petrenko (NSLT, Oslo), Adel Sidarus (Instituto de Estudos Orientais, UCP), Tom-Eric Krijger (Univ. Leiden, Holanda), José Brissos-Lino (ULHT, Lisboa) e Marlon Fluck (UFT, Brasil).

A inscrição para acesso remoto à sala de conferências, no Zoom, poderá ser
feita aqui:
https://secure.grupolusofona.pt/rol/f?p=126:1:::::P1_GRAU,P1_INSTITUICAO,P1_CURSO:9,103,881

Os alunos matriculados no Mestrado em Ciência das Religiões (ULHT) estarão isentos de pagamento.
Recorde-se que o evento se destina a incentivar a investigação científica e sua partilha de resultados na área da religião e espiritualidade cristã, na especificidade dos vários ramos da fé e vivências, assim como no âmbito da sua relação com outras experiências e expressões religiosas, mantendo natureza estritamente académica e não  confessional.
Haverá ainda um momento de homenagem a Dimas de Almeida e Luís Salgado de Matos, recentemente desaparecidos.
Mais informação aqui, incluindo o Programa detalhado com os horários de todas as sessões em Portugal e no Brasil:
https://1congressodecristianismocontemporaneo.wordpress.com/

Curso “O Sagrado Feminino no Antigo Testamento” | 4 a 25 de Setembro

Curso “O Sagrado Feminino no Antigo Testamento” | 4 a 25 de Setembro

Estude a Bíblia com outro olhar. Descubra o valor das mulheres no Antigo Testamento.

O curso “O Sagrado Feminino no Antigo Testamento” faz uma nova leitura do texto bíblico trazendo à luz detalhes das histórias das mulheres do Antigo Testamento e analisando-os pela antropologia bíblica.

Valor: 20 euros

Mais informações e Inscrições: https://cursos.lusofona-x.pt/courses/course-v1:LusofonaX+SFB+2021_1/about

 

 

 

II Congresso Internacional 2021: Humanismo, Direitos Humanos e Cidadania

II Congresso Internacional 2021: Humanismo, Direitos Humanos e Cidadania

O objetivo do Congresso é promover a discussão e a reflexão sobre os problemas do Humanismo e da Cidadania. O Congresso centra-se nos desafios, oportunidades e ameaças de hoje. Discute as questões da (re)construção de cidadania plena no contexto dos problemas da sociedade de hoje e os impactos da pandemia por COVID-19 em diferentes esferas.

O II Congresso abordará várias expressões de Cidadania e Humanismo, focando-se nos Direitos Humanos nas mais diversas áreas temáticas: educação, ciência política, religião, desporto, intervenção social e comunitária, serviço social, entre outras.

 

O Congresso destina-se a cidadãos/ãs com consciência crítica, académicos/as, investigadores/as, educadores/as, docentes e alunos/as, gestores/as e diretores/as escolares, abrangendo todos os níveis do sistema educativo formal e contextos informais de ensino e aprendizagem. Como tal, é um espaço aberto de participação para todos/as os/as interessados/as em contribuir com as suas ideias, reflexões, estudos e propostas para ajudar a repensar um mundo marcado por incertezas.

As comunicações (orais ou posters) devem basear-se em trabalhos empíricos nas áreas temáticas do Congresso, associadas ao Humanismo, Direitos Humanos, Cidadania Global, Currículo e Educação para a Cidadania (formal, não formal e informal). Por exemplo, veja a lista de tópicos descritos abaixo.

Todos os textos completos validados e aceites serão publicados num e-book.

 

Lista de tópicos:

Cidadania e Desenvolvimento: Corpo, Género e Cidadania; Espaço e desenvolvimento sustentável; Globalização; Objetivos de Desenvolvimento Sustentável; Refugiados e Migrantes; Pandemia por Covid-19 e efeitos sociais.

  • Direitos Humanos Fundamentais e Intervenção Social: Cidadania; Ciência cidadã; Capacitação; Justiça social; Intervenção social; Nacionalidade na União Europeia; Violência doméstica.
  • Educação e Inclusão: Desporto; Escola inclusiva; Flexibilidade curricular; Pandemia por Covid-19 e efeitos educativos; Práticas educativas e pedagógicas.
  • Política e Ideologia: Ciência Política; Cidadania; Etnopolítica da cidadania; Ideologias; Populismo; Segurança; Conhecimento
  • Religião: Confissões religiosas; Cultura; Ética; Fundamentalismo; Sistema de Poderes; Identidade.

 

Call for papers:

A submissão de resumos é feita exclusivamente através da plataforma Easychair. Se não tiver uma conta nesta plataforma, deve criá-la seguindo as instruções do site da plataforma.

 

Islamofobia – Palestra com AbdoolKarim Vakil (22 jul.)

ISLAMOFOBIA: EUROPA, MUÇULMANOS E RACISMOS

Palestra com AbdoolKarim Vakil (King’s College London)

Seminário Permanente de Estudos Islâmicos
(Área de Ciência das Religiões da Universidade Lusófona)

Quinta-feira dia 22 de julho às 18h (hora de Portugal continental)

Via Zoom, livre, aberto a todos (sem inscrição): https://videoconf-colibri.zoom.us/j/83658297381

APRESENTAÇÃO

Esta palestra visa introduzir temas e aspetos da Islamofobia no contexto europeu, com especial destaque para assuntos relacionados com o racismo. A palestra decorre em língua portuguesa e tem a duração de cerca de duas horas, incluindo um debate final.

O ORADOR

Abdoolkarim Vakil é professor de Estudos Portugueses e de História Contemporânea nos Departamentos de Estudos Espanhois, Portugueses e Latino Americanos, e de História, no King’s College da Universidade de Londres. A sua investigação incide principalmente sobre História Intelectual, Cultural e Politica, sécs. XIX a XXI, comunidades muçulmanas, Estudos Criticos muçulmanos e Islamofobia. Publicaçõees incluém os livros Thinking Through Islamophobia: Global Perspectives, co-organisado com Salman Sayyid (2011); Moçambique: Memória Falada do Islão e da Guerra (Almedina, 2010) em co-autoria com Fernando Amaro Monteiro e Mário Artur Machaqueiro (2011); e Al-Andalus in Motion: Travelling Concepts and Cross-Cultural Contexts, co-organisado com Julian Weiss e Rachel Scott (2021); e artigos como ‘Pensar o Islão: Questões coloniais, interrogações pós-coloniais’, Revista Crítica de Ciências Sociais (2004), ‘Questões Inacabadas: Colonialismo, Islão e Portugalidade’, in Fantasmas e Fantasias Imperiais no Imaginário Português Contemporâneo (2003), e ‘Eça e o Islão: Questões do Oriente/ Questões do Ocidente’, Camões. Revista de Letras e Culturas Lusófonas (2000), entre outros. AbdoolKarim é membro do corpo editorial da revista académica ReOrient: Journal of Critical Muslim Studies.

ORGANIZAÇÃO E CONTACTO

Fabrizio Boscaglia
(fabrizio.boscaglia@ulusofona.pt)

Linha de Investigação em Herança e Espiritualidade Islâmica (ULHT)

Partilhar no Facebook: https://fb.me/e/WZen2Sjc

Seminário Permanente de Estudos Islâmicos (2021)

CONVITE PARA LANÇAMENTO DE LIVRO online | 20 de Julho (terça-feira) |18H00

CONVITE PARA LANÇAMENTO DE LIVRO online | 20 de Julho (terça-feira) |18H00

 

Streaming na página de Facebook da Ciência das Religiões/Universidade Lusófona: https://www.facebook.com/Ciencia.das.Religioes

 

Título: Populismo religioso e secularização

Autores: José Brissos-Lino & Jorge Botelho Moniz

Editora: Edições Universitárias Lusófonas

Sinopse: O populismo político é uma realidade presente em muitas partes do mundo, tendo ganho novo fôlego nos últimos anos, também na Europa, onde era quase desconhecido desde o século XX, particularmente desde o período entre guerras. Mas será que se pode falar em populismo religioso, isto é, em populismo dentro das religiões. Será possível encontrar sinais idênticos ao populismo político no campo estritamente religioso?

Será o populismo religioso um sub-produto do populismo? Esta obra debruça-se ainda na investigação das origens do populismo religioso articulando-as com o advento da secularização e do secularismo e com a ideia de privatização da religião, contribuindo assim para uma reflexão mais vasta sobre a matéria, na esperança de enriquecer a respectiva discussão conceptual e epistemológica.

Apresentação: António Costa Pinto e Paulo Mendes Pinto

O novo número da Revista Mandrágora com um artigo da nossa Professora Lídice Meyer, intitulado “O Sagrado Feminino na Primavera Bíblica”.

O novo número da Revista Mandrágora com um artigo da nossa Professora Lídice Meyer, intitulado “O Sagrado Feminino na Primavera Bíblica”.

 

Leia e conheça sobre a relação entre a mulher e a fertilidade nos rituais de primavera desde os tempos imemoriais através do enfoque da antropologia bíblica no link abaixo:

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/MA/article/view/1035982/7762

 

Área de Ciência das Religiões vai fazer Carta Religiosa de Odivelas

Área de Ciência das Religiões vai fazer Carta Religiosa de Odivelas

A Universidade Lusófona, através da Ciência das Religiões, assinou um protocolo com a autarquia de Odivelas com vista à elaboração de um levantamento e caracterização exaustiva da realidade religiosa deste que é, possivelmente, o concelho mais multicultural do país.
Esta recolha dará corpo a uma Carta Religiosa que recolherá a caracterização espacial e do edificado, assim como as atividades religiosas, sociais e educativas, procurando-se uma ampla compreensão das dinâmicas de cada comunidade.
No final, para além dos produtos mais diretos, como o inventário e um web site interativo, pretende-se criar uma dinâmica de diálogo cada vez mais sólida entre as comunidades e a autarquia.

Redes Sociais